Laboratório São Paulo

Você está em: Página Inicial | Atualização Científica


15 de março de 2017

CALPROTECTINA FECAL

Informamos que o Laboratório São Paulo realiza, internamente, o exame CALPROTECTINA FECAL – dosagem semi-quantitativa, o que traz maior segurança e agilidade no tratamento, com o resultado liberado no mesmo dia da coleta.

A Calprotectina Fecal é uma proteína antimicrobiana liberada pelos neutrófilos, no intestino, frente a exposição da mucosa a uma inflamação. Ela pertence à família de proteínas S100 que se ligam ao cálcio e ao zinco. Está presente no sangue e nas fezes. Apresenta grande concentração nas fezes quando há inflamação no intestino. Possui também propriedades antimicrobianas, fungicidas, antiproliferativas e antitumorais.

O teste tem aplicabilidade na determinação de doenças inflamatórias no intestino, no monitoramento da resposta do tratamento nesses pacientes, para prever o risco de recidivas e monitorar o transplante de intestino delgado ou a rejeição do enxerto.

A metodologia empregada é a imunocromatografia, com detecção semi-quantitativa simultânea para dois valores de corte: 50 µg/g e 200µg/g de fezes. Oferece uma combinação de um ensaio de rastreio simples, altamente sensível e não invasivo. Possui 94% de sensibilidade e 93% de especificidade.

A técnica utilizada foi desenvolvida apenas para a determinação em amostra de fezes recentes. (Estabilidade do material refrigerado: até 7 dias).

Um resultado positivo (acima de 200 µg/g de fezes) deve ser seguido por exames adicionais, com procedimentos invasivos, como colonoscopia e biópsia, a fim de confirmar o diagnóstico e estabelecer a extensão da inflamação

Drª Ligia Mattar Avezum Galasini
Responsável Técnica – CRM 95.066